Financiamento para construtoras

A Caixa liberou até seis meses de carência para pagamento das prestações de financiamento para imóveis novos e usados.

A medida atende pessoas físicas que assinarem novos contratos com recursos da poupança (SBPE), com exceção do programa Casa Verde e Amarela.

Outra novidade é o uso do FGTS para pagamento de até 12 parcelas em atraso no financiamento, válido até 31 de dezembro deste ano.

Após esse período, volta a condição anterior, em que o FGTS pode ser utilizado para quitar até três parcelas em atraso.

 

Estímulo para as construtoras

A modalidade de financiamento destinada às empresas, que oferece crédito para aquisição, construção ou reforma de imóveis comerciais, também foi contemplada com mudanças.

O objetivo é oferecer estímulo ao setor de construção civil, um dos principais geradores de emprego e dividendos para a economia do país.

A taxa promocional de contratação pelas construtoras, de 3% ao ano mais taxa referencial (TR), terá a validade estendida até 30 de junho.

As construtoras também passarão a ter quatro opções de indexadores nos contratos de financiamento: TR, Poupança, IPCA e CDI – semelhante ao que já acontece para pessoas físicas.

 

Fonte: AgenciaBrasil

Imagem: Lojas na Scharlau